VOCÊ SABE A DIFERENÇA ENTRE PROFESSOR E EDUCADOR?

26 10 2008

                MARCAS DE BATOM

Numa escola pública estava ocorrendo uma situação inusitada: uma turma de meninas de 12 anos que usavam batom todos os dias removiam o excesso beijando o espelho do banheiro.

O diretor andava bastante aborrecido, porque o zelador tinha um
trabalho enorme para limpar o espelho ao final do dia. Mas, como
sempre, na tarde seguinte, lá estavam as mesmas marcas de batom…

Um dia, o diretor juntou o bando de meninas no banheiro, explicou pacientemente que era muito complicado limpar o espelho com todas aquelas marcas que elas faziam. Fez uma palestra de uma hora.

No dia seguinte, as marcas de batom no banheiro reapareceram.

O diretor então, juntou o bando de meninas e o Zelador no banheiro, e pediu ao zelador para demonstrar a dificuldade do trabalho.

O zelador imediatamente pegou um pano, molhou no vaso sanitário e passou no espelho.

Nunca mais apareceram marcas no espelho!
Há professores e há educadores…   

 

 

 

A educação é um tema de grande reflexão para a sociedade. Nesse contexto, temos a figura do professor que é um dos principais referenciais na escola. A pedagogia atual entende que essa figura transcendeu e não é mais considerado professor e sim educador (instrutor).

Antes de falarmos nas diferenças entre o professor e o educador, falemos das igualdades. Eles têm as mesmas condições de trabalho, estão situados na mesma escola, possuem a mesma formação mínima necessária, recebem o mesmo salário e trabalham com um mesmo público que é o aluno.

No entanto, existem diferenças gritantes entre a figura do professor e do educador (instrutor). O professor tem a função de transmitir o seu conhecimento, enquanto o educador é comprometido com a formação integral do ser humano e com a sua interação com a família e a sociedade.   O professor sai de casa para mais um dia de aula, enquanto o educador busca formas para promover a transformação do seu aluno. O professor vê no erro do aluno apenas um erro enquanto o educador o vê como fase de transição no processo de aprendizagem.  O professor impõe seus ideais como centro do conhecimento, enquanto o educador é um mediador da relação ensino-aprendizagem.

Por fim, na transcendência da figura do professor para a figura do educador são necessários ingredientes como: humildade, discernimento, relacionamento, atitude e compromisso. Dessa forma, os educadores (instrutores) terão a formação necessária para o exercício não apenas de uma profissão, mas a realização de um ideal de vida.

                                                      Jéssica Cristina 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Ações

Information

2 responses

24 11 2009
Juneca Sk8

Belo texto, parabéns!
Abraço
Juneca

25 11 2009
anteninha

Muito obrigada! Volte sempre. Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: