O que está acontecendo Silva Prado?

1 03 2010

Com certeza, todos os moradores de Jacareí já ouviram falar em nossa Escola, a E.E. “Dr. Francisco Gomes da Silva Prado”, mais conhecida por CENE, em razão de sua tradição educativa. Por aqui já passaram muitos ilustres cidadãos que, hoje, são respeitados doutores, cientistas, políticos, engenheiros, arquitetos, esportistas, padres, pastores, artistas renomados e até diplomata, todos com reconhecimento nacional e internacional. Por essa tradição e, sobretudo, pelo afeto incondicional por esta Instituição de Ensino, vimos a público esclarecer alguns equívocos que têm denegrido a imagem desta Querida Escola.
Para que toda a população seja informada, antes de julgar pela aparência ou por comentários maldosos, apresentamos o que de bom existe aqui no Silva Prado:
1. Professores altamente preparados, todos efetivos, em sua maioria, com grande experiência de sala de aula – graduados, pós-graduados, mestres e uma doutora, o que comprova a tradição e qualificação no ensino público de Jacareí.
2. Além desse corpo docente capacitado, contamos ainda com a orientação jurídica de um advogado, a orientação de uma psicóloga para casos especiais com os alunos, a consultoria de dois engenheiros, todos profissionais que compõem o corpo docente desta Escola.
3. Amplo espaço físico, com salas adequadas e arejadas para os alunos, pois o prédio é de construção antiga, construído para funcionar sempre como Escola, quadra esportiva coberta; vasto material pedagógico disponível para os professores e alunos; biblioteca com acervo histórico, mas também atualizado e profissional específico para o atendimento nos três períodos; laboratório de informática, recém reformado para atendimento comunitário, com monitores nos três períodos, alunos da própria Escola, concursados e treinados; laboratório de Ciências da Natureza, para as aulas de Ciências, Química, Física e Biologia, necessitando apenas ser reativado, visto que atualmente está ocupado com materiais da Diretoria de Ensino.
4. Um magnífico teatro que, mesmo necessitando de reformas, tem sido utilizado para eventos com os alunos durante todo o ano letivo para Projetos Especiais, Reunião de Pais e atendimento a eventos especiais da comunidade, inclusive para processos de Atribuição de Aulas da Diretoria de Ensino.
5. A organização da Escola para o combate à Gripe A-H1N1 até o final das aulas – com álcool antisséptico, copos descartáveis para todos os alunos, professores e funcionários.
6. Aprovação de alunos no exame para a Escola da Embraer, nos vestibulares da região, em cursos variados, com boa classificação e direito a bolsas de estudos do PROUNI.
7. Melhora de rendimento nas provas externas, como SARESP e ENEM/ 2008.
8. Promoção de horários diferenciados de intervalo para os alunos do 6º. ano do Ensino Fundamental.
9. Apresentação, desenvolvimento e execução, com sucesso, de Projetos Pedagógicos com os alunos, tais como: Viva Japão, Cinema na Escola, Prevenção também se Ensina, Trem da História, Diálogos Pedagógicos, Sala de Leitura, Visita a museus e exposições. Os alunos aprendem participando e fazendo, além da sala de aula, como orienta os Parâmetros Curriculares Nacionais e a Nova Proposta da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo.
10. Apresentações primorosas dos alunos-atletas que muito têm honrado o nome da nossa Escola com suas vitórias locais, regionais e estaduais.
11. Equipe de Coordenação empenhada no atendimento pedagógico aos professores, alunos e pais.
Completando isso tudo de bom, já exposto, há proximidade com a Diretoria de Ensino, em razão da facilidade de acesso, com a sede do Conselho Tutelar, para casos especiais, a uma quadra da Escola e o apoio da Polícia Militar, sempre que necessário. Não esquecendo de que é uma Escola Central, com acesso a, praticamente, todas as linhas de ônibus municipais e intermunicipais.
Por esses e tantos outros motivos, esclarecemos a todos que “nem tudo o dizem é passível de crença”. Temos problemas sim, mas quem não os tem? Por isso, a cada dia, com perseverança e trabalho sério, tentamos saná-los, sem esquecermos jamais do respeito humano, em especial para com os nossos alunos e familiares.
Diante deste quadro, aproveitamos também para apresentarmos uma questão: POR QUE TRANSFORMAR GRANDE PARTE DO ESPAÇO EDUCACIONAL DESTA TRADICIONAL ESCOLA DE JACAREÍ EM SALAS PARA TRABALHOS BUROCRÁTICOS, SEM RESPEITAR OS PRINCIPAIS PROTAGONISTAS DO PROCESSO EDUCATIVO: ALUNOS, PROFESSORES E COMUNIDADE?

Comissão Pró Silva Prado

Anúncios




25/08

28 08 2009

No dia 28 de Agostos os alunos da Escola Estadual Dr. Francisco Gomes da Silva Prado mostraram todo o seu conhecimento na 5ª Olimpiada Brasileira de Matemática.
A realização da olimpíada atende os objetivos de incentivar o ensino de matemática e de descobrir talentos entre estudantes das redes públicas que estão nos anos finais do ensino fundamental e em todo o ensino médio.

A competição reuniu alunos do Ensino Fundamental e do Ensino Médio.Nessa primeira etapa, as provas foram aplicadas e corrigidas pelos professores em suas turmas. Depois, cada escola escolherá 5% das melhores provas e enviará os cartões-resposta ao Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa).

Os estudantes selecionados participarão da segunda fase, em 24 de outubro, quando as provas serão aplicadas e corrigidas por professores indicados pelo Impa. Desse grupo de estudantes, sairão os ganhadores das medalhas de ouro, prata e bronze da olimpíada. Além das medalhas, os vencedores receberão bolsas de iniciação científica júnior do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). A divulgação dos resultados finais está prevista para 11 de dezembro.

A 5ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP 2009) é uma promoção do Ministério da Educação e do Ministério da Ciência e Tecnologia, em parceria com o Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) e com a Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), responsáveis pela Direção Acadêmica.





3 04 2009




Lista de livros para USP e Unicamp

3 04 2009
julia-livros_1024x768
A Fuvest, organizadora do vestibular da USP (Universidade de São Paulo), e a Comvest, que responsável pelo processo seletivo da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), divulgaram a lista conjunta de livros para seus respectivos exames de 2010.
Três obras (as primeiras da lista) são as novidades.
Segue a relação:
“O Cortiço” , de Aluísio Azevedo
“Capitães da Areia” , de Jorge Amado
“Antologia Poética” (com base na 2ª edição aumentada), de Vinicius de Moraes
“Auto da Barca do Inferno”, de Gil Vicente;
“Memórias de um Sargento de Milícias” , de Manuel Antônio de Almeida;
“Iracema” , de José de Alencar;
“Dom Casmurro” , de Machado de Assis;
“A Cidade e as Serras” , de Eça de Queirós;
“Vidas Secas” , de Graciliano Ramos.
A lista dos livros foi unificada pela Fuvest e Comvest no vestibular de 2007, 20 anos após a separação dos processos seletivos da Unicamp e da USP. A relação vale também para a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e para a Academia de Polícia Militar do Barro Branco, que selecionam seus candidatos à graduação juntamente com a USP, e para a Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp), que integra o Vestibular Unicamp.




A DROGA EM NOSSAS VIDAS

3 04 2009

drogas1

Drogas são substâncias entorpecentes, excitantes, alucinógenas utilizadas com a finalidade de, primariamente e em caráter provisório, propiciar ao usuário um pretenso estado psíquico que lhe pareça agradável.
Também são chamadas de drogas substâncias farmacêuticas, cujo fim é o amenizar de dores, a cura de enfermidades, o bem estar do convalescente.
No dia-a-dia, quando algo vai mal, uma das palavras mais utilizadas, possivelmente, seja: droga! que droga!
A ênfase que se dá na pronúncia, tanto ou mais caracteriza o quanto aquilo é ruim.
As drogas, farmacêuticas ou não, utilizadas de forma leviana, induzem a estados de alteração da consciência. Usuários as denominam viagens.
Viagens que deixam, de retorno, seqüelas graves de ordem física e psíquica.
Infelizmente, é bastante expressivo o número de pessoas que as consomem.
As instituições médicas, religiosas, governamentais têm se preocupado com essas estatísticas que demonstram o desprezo à vida, a desvalorização de si mesmo.
O que será do nosso amanhã, quando a juventude se entrega ao vício, esquecendo valores de intelectualidade, conquistas pessoais, enriquecimento do espírito?
O que será do nosso amanhã, quando crianças, que deveriam estar chutando bola, ralando joelho em quedas de bicicleta, corridas, preferem se drogar, para sentir o prazer que essas atividades lhes propiciariam, sem contra-indicações?
O que será do nosso amanhã, quando adultos se entregam a tal vício, esquecendo da nobreza das lutas para atingir o que sonham?
O que será, enfim, do nosso amanhã, quando idosos, que deveriam estar nos repassando a riqueza das suas experiências, resolvem abraçar as drogas, esquecendo valores e afetos?
O que será…?
Enquanto a preocupação cresce nesse sentido, não menos preocupante é o panorama de outras drogas que vêm destruindo amizades, instituições, lares.
Falamos da raiva que vitaliza vinganças mesquinhas, assestando suas lanças contra pessoas que nada mais fazem do que pensar no bem do próximo.
Recordamos da inveja que destrói programas de excelente qualidade, cujo único objetivo é consolar corações, asserenar ânimos, concitar ao otimismo.
Tudo porque o invejoso decide que é mais fácil destruir, do que se esforçar para alcançar o patamar do outro, e ombrear com ele, nas mesmas e dignas lutas pelo semelhante.
Lembramos da maldade que estabelece intrigas, espalha a cizânia da mentira, destruindo a honra de pessoas nobres e coloca suspeitas em tarefas de total renúncia.
Essa forma de agir, na surdina, na calada da noite, lançando petardos aqui e ali, de forma sutil é droga que igualmente produz muitos malefícios.
Por tudo isso, se você não se deseja contaminar, nem servir ao mal, pense um pouco.
Se as informações lhe chegam, destilando veneno, sobre pessoas e instituições, use seu bom senso.
Analise o que fazem os que estão sendo acusados, suas obras, seus feitos.

Coloque na balança da ponderação o que ouve do acusador, seus atos, suas atitudes.
Pense que, enquanto o outro está agindo no bem, este está semeando a intriga, o mal.
E então, com lucidez, não se permita inocular pela droga da raiva, da inveja, da maldade.
Vacine-se com a vigilância e a oração, conforme a orientação de nosso Mestre Jesus.
Não faça viagens pelo país das sombras. Não se deixe enredar pelo mal.
Sirva sempre ao bem. Vibre no bem. Espalhe o bem e contagie a muitos, com a sua disposição de acertar, de ser melhor, em plena consciência de seus pensamentos e atos.





A Crise. Quê Crise? A Crise! Ahh, a Crise. E o luto.

7 01 2009

dolarNos últimos meses o mundo tem vivido o prenúncio de uma crise econômica mundial, que põe fim a uma época de bonança financeira. Mais recentemente a coisa tem se agravado, instituições financeiras quebrados, golpes bilionários sido desmascarados, mas o fato é que o mundo não vai mais ser o mesmo por alguns anos.

Aqui no Brasil, graças a austero controle governamental que há muito se exerce sobre os investimentos dos bancos, a crise ainda tem se limitado a alguns setores específicos como de financiamentos, através de juros mais altos, e de automóveis, com um estoque altíssimo de carros nos pátios das indústrias. Mas da forma como a economia está interligada hoje, não há como nenhum país que seja palco do mercado mundial, como é o caso do Brasil, não sofrer com seus resultados, se não diretamente, através da fuga de capital estrangeiro para cobrir posições em outros mercados.

Mas felizmente, ao contrário de outras ocasiões em que fomos atingidos logo de início, esta crise está dando ao Brasil o tempo necessário para se preparar para a pancada, retesar os músculos, levantar a guarda e deixar vir. Sim, porque há alguns momentos em que a questão não é saber se vamos levar uma bordoada, e sim quando. E por alguns meses eu fiquei imaginando se o Brasil não tomaria nenhuma medida protetora, a idéia que me passava era a de que estávamos enganchados no primeiro estágio do luto, do modelo de Kübler-Ross.

Para quem não conhece, o modelo, também chamado de ‘os cinco estágios do luto’ (ou dor, ou perda), foi proposto em 1969, e trata das cinco etapas pelas quais passa uma pessoa em face a perda de alguém, ou ainda quando confrontado com a própria mortalidade. E não há como não deixar de traçar um paralelo entre estes estágios e as reações de nosso governo, principalmente na figura de nosso presidente.

Primeiro estágio do luto: Negação e Isolamento

Em outubro, um claro momento de negação, nosso presidente disse que “Nos EUA, a crise é uma tsunami. Aqui é uma marola, que não dá nem para surfar”. Ou seja, ao contrário do resto do mundo, o Brasil não tinha com o que se preocupar, afinal, nossos clientes no exterior continuariam comprando nossas commodities, e as multinacionais que operam aqui continuariam investindo como se nada estivesse acontecendo.

Segundo estágio do luto: Cólera

Felizmente este estágio veio diluído em meio a várias pontadas dadas em países, instituições e empresas. E verdade seja dita, algumas destas pontadas foram merecidas 😉

Terceiro estágio do luto: Negociação

Apesar de o nome cair como uma luva, temos uma grande diferença aqui. Enquanto no modelo de Kübler-Ross a negociação é inútil,o que acontecerá vai acontecer a despeito de qualquer ação, para o caso posto, é de extrema importância, já que define a intensidade do próximo estágio. Sentar, negociar e procurar opções e estudar como se precaver, em uma situação destas, é muito mais efetivo que simplesmente ‘deixar rolar para ver o que acontece’. Ponto para o governo, que mesmo atrasado, lançou medidas visando evitar um possível engessamento da economia. Resta saber se estas medidas são suficientes para que o próximo estágio seja algo muito leve ou que demande internação.

Quarto e Quinto estágios do luto: Depressão e aceitação

Por enquanto estes dois estágios estão no futuro, não sabemos o que acontecerá em médio prazo aqui no Brasil. Se as medidas que o governo tomou e tomará forem suficientes, a depressão poderá não passar de uma breve tristeza e a aceitação, torço por isso, de uma onde que possamos pular sem cair.





DICA DO PAINEL ANTENADOS

7 01 2009

Olá,
Veja estes sites, penso serem bem úteis:

http://www.algosobre.com.br

http://www.mec.gov.br

http://www.garagemmp3.com.br

http://www.portrasdasletras.com.br

http://www.degracaemaisgostoso.com/

http://www.klickeducacao.com.br

http://www.mundovestibular.com.br

http://www.colegiosaofrancisco.com.br/al…

http://www.suapesquisa.com ou então

http://www.bussolaescolar.com.br

São ótimos sites, com vários conteúdos.